loading

Free-Running e Parkour

Desde 2007 quando iniciamos o Hardcore Sitting no Brasil, venho elaborando métodos e técnicas que eleve a autonimia e força dos praticantes.

Os treinos diários são feitos nas ruas de cidades onde sabemos que não possui nenhuma estrutura fisica adaptada para cadeirantes. Essas barreiras diárias são ultrapassadas sem nenhuma dificuldade, mas para iniciantes são barreiras extremas que impossibilita a independência e autonomia do individuo no seu dia dia.

Em 2011 fui a um evento de esportes de aventura e lá pude conhecer de perto o Parkour, uma modalidade que vem crescendo pelo mundo.
Ao ler o que significava a palavra Parkour : “Arte de deslocamento”.

“Atividade cujo principio é mover de um ponto ao outro o mais rápido possivel, usando principamente as habilidades do corpo humano. Criado para ajudar a superar obstáculos hurbanos no ambiente circundante”.

Entrei em contato com profissionais da área de educacão física para um possivel debate, sobre a prática do Parkour sobre cadeira de rodas.
Entramos em uma conclusão, que nos treinos do Hardcore Sitting, o Parkour é sua principal ferramenta de autonomia e liberdade para a pessoa que precisa de uma cadeira de roda para se locomover e ir livremente aos locais nas cidades.

Após algumas modificações na maneira de aplicar este conhecimento o Parkour se torna mais uma modalidade esportiva aplicavel com métodos e técnicas adequadas.

Em 2012 o Parkour já está sendo aplicado em pessoas que não são legiveis para o Hardcore Sitting e que precisam de adiquirir uma maios liberdade em seus movimentos sob a cadeira de rodas.

Mais uma novidade do Instituto Spine Social.

Pablo Moya – Coordenador esportivo